1 Introdução

Este guia se destina aos que são mais experientes (ou não são muito experientes mas desejam aprender tópicos mais avançados) acerca do sistema operacional F123Light. Caso precise de informações sobre a estratégia geral do projeto ou nossas motivações, por favor leia nosso guia estratégico do projeto. Se precise de orientações mais práticas sobre o processo de download, instalação, e uso, veja nosso guia prático.

Se tiver sugestões, correções, novo conteúdo, novo código ou outras contribuições para este projeto, por favor junte-se a uma de nossas listas de discussão e nos informe a respeito.

2 Atualizando o F123Light na Linha de Comando

Usuários avançados podem efetuar uma atualização a partir da linha de comando com o comando:

update-f123light

Caso o usuário esteja nos ajudando a testar alterações recentes no código, pode usar um parâmetro especial para atualizar do ramo em desenvolvimento. Para especificar o ramo em desenvolvimento, o comando correto é:

update-f123light -b devel

3 Selecionando Ramos do Leitor de Telas Fenrir

Talvez você às vezes queira experimentar novos recursos do Fenrir que não chegaram ainda à versão estável. Para isso, você pode sair para a linha de comando e aí rodar o seguinte comando:

select-fenrir

Será apresentada uma lista de ramos do repositório git. Simplesmente selecione o ramo que deseja e pressione Enter. A atual versão do Fenrir será fechada e a versão do ramo selecionado iniciada.

Foram implementadas proteções para garantir que você não acabe ficando com um Fenrir quebrado. Se você ouvir o Fenrir falar, pode pressionar Enter para usar a versão selecionada. Caso não pressione Enter dentro de 30 segundos, o computador vai reiniciar e voltará a ser usada a versão instalada e estável.

Pode voltar à versão instalada do Fenrir selecionando “estável” na lista de ramos ou reiniciando o computador. Também, se já souber o ramo que deseja, pode especificá-lo na linha de comando e pular completamente o sistema de menus. Por exemplo, digite o seguinte para carregar o Fenrir do ramo master:

select-fenrir master

4 Menus virtuais do Fenrir

O Fenrir tem um novo recurso capaz de pressionar teclas para você. Esse recurso é bastante poderoso, pois pode prover atalhos de fácil uso e menus que funcionem de modo igual em diferentes aplicativos.

Por exemplo, se você tem dois editores, Nano e Vim, eles salvam arquivos de modos diferentes. No F123Light, para salvar um arquivo no Nano, pressiona-se control+s. No Vim, porém, você tem que se certificar que está em modo de comando pressionando a tecla escape e então entrar com o comando :w. Se o Fenrir tiver um menu definido para ambos editores, você pode simplesmente ativar o menu pressionando Fenrir+F10 ou Fenrir+Alt, aí pressionar a de arquivos e s de salvar.

Pode usar também as setas e Enter para selecionar opções do menu. Caso abra o menu mas mude de idéia, simplesmente pressione escape para fechá-lo. Se digitar uma letra que não exista como opção no menu, o Fenrir tocará um som de erro.

Você já pode experimentar os menus virtuais no editor Nano.

5 Criando Sua Própria imagem de F123Light

Usuários experientes têm também a opção de gerar ou criar imagens próprias. Cada cópia do F123Light inclui o comando “build-f123light”, que gera automaticamente um arquivo de imagem, que pode então ser queimado ou gravado num cartão MicroSD para posterior uso.

5.1 Queimando/Gravando Sua Nova Imagem Usando a Linha de Comando

Usuários experientes ou ambiciosos podem queimar a imagem que acabaram de criar em seus Raspberry Pi usando o comando “sudo fdisk -l” para identificar o nome do dispositivo ou disco a usar, após plugar o adaptador USB contendo o cartão MicroSD de destino.

Alerta: Este é um procedimento arriscado, portanto não deve ser tentado por usuários inexperientes ou com informações valiosas em seus computadores, ou que não possuam uma cópia atualizada das mesmas.

Uma vez que o usuário tenha identificado em qual dispositivo está o sistema operacional, bem como o dispositivo que será usado para queimar a imagem, o usuário pode digitar algo parecido com o seguinte para queimar de fato a imagem criada:

sudo dd if=filename of=device-path bs=2M

O “sudo” é usado para comandos importantes que exigem poderes administrativos. O comando “dd” é também chamado de disk-dump e é usado para fazer cópias exatas de discos ou queimar imagens nos mesmos. Os parâmetros “if” e “of” significam input file (arquivo de entrada) e output file (arquivo de saída), e o parâmetro “bs” significa block size (tamanho de bloco). Especificar o tamanho de bloco é opcional, mas descobrimos que usar “2M” acelera o processo. Note que o “M” neste parâmetro tem de ser maiúsculo.

5.1.1 Preconfigurando Acesso sem fio (WiFi)

Qualquer um que use o nosso script de criação “build-f123light” para criar uma imagem pode incluir as informações de sua rede sem fio no arquivo de configuração em F123Light/build/, e o computador iniciará já com o acesso WiFi à Internet. Porém, caso faça isso, certifique-se de também mudar as senhas tanto do usuário normal como do root.

Uma maneira ainda mais fácil de criar uma imagem que já contenha o login de sua WiFi é usar os modificadores apropriados conforme mostrado nesta seção de nosso guia.

5.2 Criar Imagem Padrão

Para criar uma nova imagem, você tem de se certificar que possui pelo menos 8 GB de espaço livre. Talvez precise de mais espaço para o diretório de trabalho. Caso tente criar uma imagem sem espaço livre suficiente, o script o alertará do problema e encerrará.

Para criar uma imagem com todos os parâmetros no padrão, vá para a linha de comando e entre com o seguinte:

build-f123light

5.3 Criar Imagem Personalizada

Para criar uma nova imagem, você tem de se certificar que possui pelo menos 8 GB de espaço livre. Talvez precise de mais espaço para o diretório de trabalho. Caso tente criar uma imagem sem espaço livre suficiente, o script o alertará do problema e encerrará.

Você pode personalizar a imagem passando parâmetros especiais para ela. Aqui está uma lista de coisas que você pode personalizar na imagem:

Segue um exemplo de criação de imagem com alguns parâmetros fornecidos na linha de comando:

build-f123light --output-file custom.img

Isso fará uma imagem chamada custom.img.

6 Personalizando os Menus do F123Light

Você talvez deseje adicionar um aplicativo favorito ao sistema de menus para carregá-lo mais fácil. Para fazer isso, crie um arquivo chamado menu em ~/.config/F123 como segue:

mkdir -p ~/.config/F123
nano ~/.config/F123/menu

O processo para adicionar um aplicativo de linha de comando é bastante direto. Isto, por exemplo, adicionará o vim:

exec:Editor de textos Vim::vim

Alguns aplicativos requerem diretivas especiais para o pdmenu, aqueles que não permanecem abertos por exemplo podem precisar do modificador pause. Para mais informações, leia por favor:

man pdmenurc 

Adicionar aplicativos gráficos, como o chromium, exige um pouco mais trabalho. Para fazer isso, é necessário suspender o Fenrir de modo que ele e o Orca não fiquem tentando ler ao mesmo tempo. Aí temos que chamar o aplicativo gráfico com um script especial que carrega todos os componentes da seção do X e inicia o leitor de telas Orca. Aqui está um exemplo para adicionar o lxterminal ao seu menu pessoal:

group:LXTerminal
exec:::python /usr/share/fenrirscreenreader/tools/fenrir-ignore-screen &> /dev/null
exec:::echo -n "setting set screen#suspendingScreen="$(</tmp/fenrirSuspend)" | socat - UNIX-CLIENT:/tmp/fenrirscreenreader-deamon.sock
exec:::startx /usr/lib/F123-wrappers/xlauncher lxterminal
exec:::python /usr/share/fenrirscreenreader/tools/fenrir-unignore-screen &> /dev/null
exec:::echo -n "setting set screen#suspendingScreen=\$(</tmp/fenrirSuspend)" | socat - UNIX-CLIENT:/tmp/fenrirscreenreader-deamon.sock
endgroup

Note que existem alguns execs mesmo depois que o aplicativo lxterminal é chamado. Isso é para restaurar o Fenrir de modo que ele comece a ler novamente depois que a seção do X se encerra.

6.0.1 Localizando Arquivos Binários de Aplicativos

Geralmente você encontrará os arquivos binários de aplicativos em: /usr/bin

Mas se não estiver certo, os seguintes comandos lhe mostrarão onde ele está, supondo que esteja no path de executáveis:

command -v nome-do-aplicativo

Por exemplo:

% command -v firefox
/usr/bin/firefox

Por favor note que geralmente o símbolo “$” é usado para indicar o prompt da linha de comando. No F123Light, usamos o símbolo “%”, mas isso pode ser facilmente alterado.

7 Código Fonte do F123Light

O F123Light é baseado em Arch Linux, logo o seguinte endereço só é relevante para as customizações que nossa equipe fez nessa distribuição:
https://gitlab.com/f123/

Esta obra da F123 Consulting está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional. Nós também temos outra forma para que você possa usar o nosso conteúdo gratuitamente, se essa licença não for a mais adeqüada para as suas necessidades. Entre em contato conosco para saber mais sobre alternativas a essa licença.